Composição coreográfica

Os homens têm me inspirado tanto…

O Tito e seu perfeito timing. Deslocamento e braço em plena harmonia, puro amorsh!

Ibrahin Akef. Gênio. Maestro. Completamente uau com sua leitura da música e de seu papel como professor. Ele indica o que fazer; o recheio, quem dá é você. Quem dera eu tivesse tido a oportunidade de conhecê-lo…

Aqui é uma coreo dele com a Dina:

Ibrahin Akef interpreta sequencias de sua autoria:

São mesmo leituras que racham a cabeça da gente, alimentada à base da dança de efeito, cheia de pernas e saltos. A difuldade não está na técnica, ela é maior na interpretação do humor da música e no desafio da elegância. Nossa. É por essa dança que eu danço.

P.S.: não se esquece o cânone, né? Véi Mahmoud Reda ensinando como se dança essa bagaça:

Anúncios

Como fazer uma coreografia 2

coreohobkolloh

Há algum tempo escrevi um pequeno guia de construção coreográfica. Com a proximidade do nosso novo espetáculo e o desenvolvimento de minhas alunas, tenho pensado melhor no assunto. Gosto muito de coreografar e o faço sem maiores dificuldades. Minhas dúvidas são quase sempre em relação ao espaço cênico de que disponho.

Daí que algumas alunas minhas cursam também o intermediário B (dou aulas no inter A e no iniciante) e precisam começar a desenvolver capacidades autorais na dança. Ou seja, precisam fazer suas próprias coreografias. No meu curso estimulo as meninas a construir suas seqüências, com menos cobranças do que no inter B (que deve, sim, se empenhar em fazer a aluna construir seu próprio estilo, já que estão se encaminhando para o avançado). E mostram interesse em aprender sobre o processo de construção coreográfica. Aí vão, então, minhas dicas, acrescentando mais elementos do que no artiguinho anterior:

1. Do macro ao micro: ouça a música e a desconstrua por momentos: se você está trabalhando uma música pop, observe as partes 1, 2 e refrão. Se é uma música clássica, mais complexa, identifique a introdução, a entrada, o desenvolvimento, a digressão (taksim ou folclore) e o retorno à melodia de entrada. De todo modo, por cima, de primeira ouvida, observe os momentos de calmaria e de energia. Pense em um rascunho de dança. Apenas depois desse exercício passe para as estrofes. Delas, às frases; daí, às minúcias.

coreohbokolloh2

2. Identifique partes-chave da música: Há momentos impactantes e momentos morosos, às vezes tediosos. Identificando esses momentos, você poderá distribuir melhor seu repertório coreográfico.

3. Distribuição da atenção: A maior parte das músicas para dança do ventre se compõem em base (ritmo), melodia e arranjos (às vezes, harmonia, que é um conceito complicado e não entendo tão bem). Veja qual deles se sobressai em cada momento: ele é seu guia.

coreohobkolloh3

4. Aonde vai o quê: O ritmo deve guiar seu pé. É a parte terrena, raiz, da música. A melodia, aérea, guia a parte superior do seu corpo. A harmonia ou arranjo está nos detalhes. Isso não é uma regra; é apenas uma leitura recorrente.

5. Foco: Ouça a música com fone de ouvido. Capte tudo. Não fique louca querendo transpor todas as notas musicais em seu corpo; siga o som mais vibrante, sem jamais ignorar as molduras deste som.

6. Discernimento: Cada espaço de show requer uma apresentação diferente. Palco, restaurante, festa e chá requerem abordagens completamente diferentes.

7. Anote: Desenvolva uma notação. Dê nomes aos movimentos e compartilhe esses nomes com suas alunas ou colegas. Não há rigidez na notação coreográfica da dança do vente, extremamente fluida. Não se queixe disso; aproveite essa liberdade e solte seu verbo. Escrever a dança é muito importante; é, afinal, a base da coreografia. Não se vicie em um modo única. Durante muito tempo, apenas anotava os passos e a minutagem. Atualmente gosto de desenhar, como podem ver na imagem acima.

Nada disso é regra. É meu processo criativo que compartilho com a geral. Espero que seja útil. Pra mim é.

Clicando nas imagens você as vê em tamanho maior. Esse é um rascunho para a coreo das minhas alunas de nível intermediário (o mesmo nível da coreo anterior, a do jarro). Como poderá ser visto posteriormente, muuuuuita coisa vai mudar. ^_^

* * *

A música tá editada. Estou trabalhando com esse arquivo aqui, que mutilei. Pobre música perfeita!

Meme bellydance

A Ket fez um post e tive a idéia de criar um meme para relacionarmos as músicas que têm mexido com a gente no momento e que fazem parte de nossas vidas.

Vai funcionar assim: cada uma responde, em seu próprio blog, o meme e indica mais três blogueiras-do-ventre para responder.Daí, para juntar o útil ao agradável, quando possível coloquem o link para que os leitores possam ouvir e/ou baixar as músicas indicadas.

É uma brincadeirinha divertida, bora lá? Ah! De preferência música árabe e congêneres.

Lá vão minhas confidências musicais (para ouvir a música, basta clicar na setinha de play)

Qual música…

você dançaria agora?Lylet Hob“.
…te deixa feliz?Hatgawez
…te arrepia?Yearning
…você dançaria com banda? “El Toba”
…você jamais dançaria? Nenhuma. Mas evito “Drama Queen” e similares pasteurizados.
…é perfeita para seduzir? Essa aqui. Não sei o nome dela. Se alguém souber, me conta!
…você dançaria para sua profe do coração? Tamra Henna, versão da coletânia Wash ya Wash, Raqia com Yousry.
…te traz boas lembranças?Exotismo” (esse é o nome no disco do Tony. Não sei outro)
…te faz chorar? Inta Omri” Aqui, versão original, cantada por Umm Kalthoum.
...você escuta sem nunca enjoar? Várias. Inta Omri, El Fen, Alf Leila we Leila, Zeina
…você dedica para quem te enviou esse meme? Pra Ket, que inspirou o meme, uma música bem dramática! “Akdeb Aleik“, conhecida pela performance da Randa.

Para colocar pra jogo suas confidências musicais, convido a Samara, a Lory e a Luana!