Por aí (e um breve elogio do ócio)

Há quanto tempo não ficava simplesmente parada em casa, envolta em gatos, papéis, lápis-de-cor e miçangas… que saudade do ócio, esse meu amigo querido que abandono à custa de muito choro e dor no coração. Sem você, meu querido amigo, não há criação. Sem você é impossível ouvir aquele delicadíssimo qanoum, é improvável ler produtivamente Lévi-Strauss, é impossível traçar quaisquer linhazinhas aproveitáveis que não textos burocráticos. Ahhh, ócio poético querido! Dedico 2010 a você. Seja muito bem-vindo. Sem você, darling, não há tese, tesinha nem tesão.

* * *
Com a visita desse meu raro e querido amigo, coloquei-me a pesquisar e estudar feliz e saltitante novamente. Olha que legal o que separei para você, amiga querida, leitora desse velho bloguinho:
1. http://myeyeonegypt.net/ – Taí um site pra ver todinho.  É feito por um grupo de pessoas interessadas na perspectiva egípcia. Vá explorando, mas, para compreender o pano de fundo da pobreza egícia, não perca esse fantástico resumo da perda de poder econômico do Egito. “Pra que falar em horror econômico, Roberta???” Porque, baby, isso define muito da história de nossa dança do ventre, como eu contei lá naquele texto sobre shaabi, uai.
2. What women need – Texto do Al-Ahram sobre o aumento da violência contra mulheres. Tenso. Mas não é coisa para ignorarmos quando sabemos que há um fluxo considerável de mulheres indo trabalhar no mercado árabe de entretenimento.
3. Sing, o simsimiyya – Artigo sobre simsimyya, ou semsimeya, instrumento importante no folclore urbano da região de suez (e que se relaciona com apresentações de melaya-laff). Útil!
É isso aí, minha gente!
Feliz 2010 para todas nós! Vai ser um ano bacana!!!!

8 comentários sobre “Por aí (e um breve elogio do ócio)

  1. roberta, definitivamente, o ócio tem que ser parte integrante da vida de todo mundo, do povo que vive de arte, então…
    que 2010 te traga bons momentos de ócio criativo, querida! sucesso, sempre!
    vou te acompanhando daqui, até achar um horário decente pra retomar meu rebolado com vocês!
    beijos

  2. Muito bom o texto “What woman need”.

    A legislação de alguns países realmente é muito equivocada e ainda versam sobre propriedade e direito dos maridos/pais sobre a mulher. Falham terrivelmente em ver a mulher como ser humano mesmo quando o intuito é assegurar às mulheres o direito de ir e vir, andar na rua, o acesso ao espaço público e ao transporte.

    É assustador como a violência verbal encerra as mulheres dentro do espaço doméstico e isso delimita a participação de todas na vida pública, na política. Encerra todas na passividade enquanto coloca o homem no papel principal.

  3. Nhaaa, preciso melhorar meu inglês!!!!!
    Mas valeu pelas dicas, Ro, ainda não vi tim tim por tim tim, mas tb tô num relativo ócio e devagarzinho vou vendo.

    Ó. Tá linda o novo visu do blog. Cê é lindona mesmo.

    Beijim, Vi.

  4. Concordíssimo com você! Penso que o ócio é tão fundamental como o trabalho e o lazer! Sem ele a gente não funciona… Tb estou recebendo visita desse meu amigo, tava com saudade dele! Amei o 1º parágrafo do seu texto!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s