Coreografia, orgulho e afins.

Peeeense em um movimento muito difícil de sair em uma coreografia cujo tempo de ensaio foi de aproximadamente 3 meses. Esse foi o tal do rodo. Imagino que esse movimento tenha um nome melhor definido em alguma outra dança – vou perguntar depois pra Gamila – mas pra gente funcionou esse mesmo. É quando as bailarinas, alinhadas, se deslocam juntas, para trás, sem perder a forma. Foi punk. Até na passagem de palco rolou minhoquinha. Mas o palco tem uma mágica louca que faz com que as coisas mais tensas dêem muito certo (por outro lado, coisinhas simples, como ficar na posição até o apagar das luzes, podem não funcionar como o esperado).

Inteligentes e cooperativas!
Inteligentes e cooperativas!

O resultado me encheu de orgulho. O rodo saiu certinho. A dança foi toda bonita e emocionante. O mérito não é todo meu, claro. Nem somente de cada uma. O mérito é do espírito do grupo.  Entendi isso melhor depois que fui fazer uma aula com a Gamila, colega professora que se debruça seriamente no estudo da dança. Ela estava aplicando uma técnica bacanérrima de improvisação em grupo e começamos a conversar sobre suas possibilidades: um grupo não afinado consegue improvisar junto? “Dificilmente” foi sua resposta.

Não havia improviso ali. Minhas alunas dançaram uma coreografia – composta por mim e entremeada de trechos compostos por elas em uma tarefa de aula. Todavia, para que a coisa funcione bem, precisa haver cumplicidade e confiança. Dançar com alguém de quem não se gosta é uma tarefa dificílima. Com pouco tempo de ensaio, então, seria impossível.

Todas juntas são flecha e arco!

Não é o mesmo grupo da coreografia do jarro. Mas as que ficaram trataram de receber muito bem as novas colegas e o clima de amizade e cooperação foi essencial para o sucesso da dança. Muito orgulho. De mim, delas e da boa relação que a dança pode proporcionar. Dançar só vale a pena assim.

Anúncios

7 comentários sobre “Coreografia, orgulho e afins.

  1. Isso tudo é pq a “Tia Rô” é “líndica”, “amorsh”, “glamoursh”… com direito a todos os ‘sh’ e ‘lhes’ possíveis. Beijocas….

  2. É muito gratificante como pessoa fazer parte de um grupo em que a cooperação e troca são constantes. Icrível como cada uma das colegas que integram (integraram) essa turma consegue contribuir para o crescimento das técnicas da outra. Teve um dia que professora em questão faltou e a turma em peso compareceu. Faltavam poucos dias para o espetáculo, por isso, sabiamente, a professora não desmarcou a aula. De alguma forma misteriosa – coisas da Roberta – ela sabia que estaria presente e que conseguiria conduzir a turba de bailarinas falantes, cansadas, ansiosas… E realmente a aula fluiu. Na ausência física da mestra, o espírito de grupo – embuído de lições interiorizadas – “comandou” o ensaio. Uma ajudou a outra em com aquelas dúvidas que, em certos momentos da aula, só complicam e atrapalham o andamento da coisa. Naquele momento percebi o quanto éramos cúmplices, envolvidas com a preocupação de fazer uma excelente apresentação e manter o nível das coreografias criadas pela Roberta. Dali em diante passei a ter a certeza de que só uma professora, completa em todos os sentidos, é capaz de mater um grupo coezo e responsável, mesmo na sua ausência. Isso é amor, e seu resultado pôde ser visto pelo público nesse espetáculo abençoado pelas deusas do Egito.

  3. Concordo! Foi massa recorrermos ao “debaixo do bloco” para ensaiar o rodo e a cooperação de pessoas, que fora da dança, não teriam afinidade, mas juntas formamos um grupo coeso! Adorei e ainda tenho muito a aprender com vc, o q significa q vc não vai me passar prá frente rápido assim!! Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s