Para conhecer melhor – Badi’a Masab

badiamasabni

A Gilded Serpent, revista eletrônica que traz há anos artigos os mais variados sobre dança do ventre e correlatas, publicou recentemente um bom resumo biográfico de Badi’a Masabni.

Figura importantíssima na história da dança do ventre, Bad’ia foi a responsável pela introdução do véu, dos deslocamentos e das coreografias para palco. Vale a pena saber mais sobre ela.

Para as que gostam de um olhar aprofundado, recomendo o excelente artigo “Bad’ia Masabni, Artiste and Modernist. The Egyptian Print Media’s Carnival of National Identity”, da minha xará Roberta Dougherty. O artigo faz parte da não menos essencial coletânea “Mass Mediations”, editada pelo antropólogo britânico Walter Armbrust.  Focando menos em sua contribuição para a dança, o artigo de Dougherty aborda a importância de Badi’a para o entretenimento egípcio em geral.

Na boa? Podendo, leia o livro todo. Está online, é “de grátis” e material acadêmico de altíssima qualidade.

Fica a dica.

5 comentários sobre “Para conhecer melhor – Badi’a Masab

  1. Nossa, grande na arte e na vida hein?! Que história! Cantava, declamava e enfrentava a lei, mulher a frente de seu tempo! Agora, não sei se perdi ou meu inglês não ajudou, não achei onde falava sobre a introdução do véu. Nesse caso, me pergunto se Loie Fuller não teria sido a grande inspiradora das bailarinas, em relação ao uso do véu. O que você acha? beijocas!

  2. Adoro seu blog, sou uma aprendiz iniciante na DV e fiquei encantanda quando descobri seu blog. A maioria das informações que rodeiam o assunto são tratados sempre na mesmice. A sua pesquisa séria, suas opiniões sinceras, com argumentação, são enriquecedoras pra quem não quer apenas “rebolar os quadris”. Mas fiquei frustrada com o link, pois meu inglês é uma porcaria rsrsrs. Vou pôr num tradutor. Beijão de uma admiradora da sua escrita: Gisele!

  3. Ih, Lu Arruda, cê me apertou agora. Não me lembro de onde veio essa referência do véu. Pensei que tinha sido da Karin van Nieuwkerk, mas, dando uma olhadinha no livro de novo, não encontrei a referência. Vou procurar saber de onde tirei isso e conto aqui. De todo modo, vou procurar saber mais sobre Loie Fuller. Valeu a dica!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s